13,8 milhões apresentaram algum dos sintomas de síndrome gripal, diz IBGE

No mês de julho, 13,8 milhões de brasileiros, ou 6,5% da população, apresentaram algum dos sintomas de síndrome gripal investigados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid (Pnad Covid-19) mensal, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em maio, 11,4% da população tinham algum sintoma, porcentual que desceu a 7,3% em junho.

O sintoma de perda de cheiro ou de sabor foi mencionado por 0,8% da população, equivalente a 1,8 milhões de pessoas, enquanto 666 mil relataram tosse, febre e dificuldade para respirar, e 540 mil apontaram tosse, febre e dor no peito.

No total, 2,1 milhões de pessoas (ou 1,0% da população) apresentaram sintomas conjugados de síndrome gripal que podiam estar associados à Covid-19 (perda de cheiro ou sabor ou febre, tosse e dificuldade de respirar ou febre, tosse e dor no peito).

Em julho, a Região Centro-Oeste teve o maior porcentual de pessoas com sintomas, 7,1% da população local.

Entre as pessoas que apresentaram algum dos sintomas pesquisados de síndromes gripais, 57,3% eram mulheres, 49,5% tinham entre 30 e 59 anos, 56,6% se declararam de cor preta ou parda e 35,1% eram sem instrução ou com fundamental incompleto.

Segundo o IBGE, houve tendência de crescimento na participação de mulheres e de idosos com algum sintoma. A participação da população sem instrução entre as pessoas com algum sintoma também cresceu, passando de 32,8% em maio para 35,1% em julho.

No mês de julho, cerca de 22,8% das pessoas que apresentaram algum dos sintomas pesquisados procurou atendimento em estabelecimento de saúde, totalizando 3,1 milhões de pacientes. A maioria das pessoas buscou atendimento em estabelecimentos públicos de saúde (postos de saúde, equipe de saúde da família, UPA, Pronto Socorro ou Hospital do SUS).

fonte Gaúcha/ZH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *