Sistema de geração de energia elétrica por meio de placas solares da RGE, já abastece Prefeitura

O prefeito Sergio Ghignatti participou,  no Ginásio Derli Steimetz, da entrega do sistema de geração de energia por painéis solares, formado por 285 placas de 365W, instalado no Ginásio e já em funcionamento desde a semana passada. A instalação das placas faz parte do conjunto de dois projetos dentro da Chamada Pública de Projetos da RGE, a qual a Prefeitura de Cachoeira do Sul foi beneficiada ainda com a substituição de 558 lâmpadas de vapor do sódio por lâmpadas de LED em diversas vias públicas e a substituição de 185 luminárias LED tubular e bulbo no prédio que compreende a Secretaria de Administração, Fazenda e Educação. Além do prefeito e demais representantes do Executivo, o ato teve a participação do engenheiro eletricista da Prefeitura, Guilherme Schimidt, do diretor da UFSM/Campus Cachoeira, Rogério Brittes, professores do curso de Engenharia Elétrica, secretários municipais, diretoras de escolas beneficiadas com a energia produzida, e representantes da empresa Efall, responsável pela instalação do sistema.

O prefeito Ghignatti utilizou o espaço para agradecer a equipe da Prefeitura e da UFSM envolvida no projeto agora instalado. “Agradeço a todos os que se empenharam para que esse sistema estivesse funcionando. Tenho certeza que esse é um embrião e que essa parceria seguirá rendendo frutos para nossa cidade”, afirmou o prefeito. Em nome da UFSM, o diretor Rogério Brittes disse que “o motivo de existência da Universidade é contribuir com a comunidade”.

O sistema de geração de energia por painéis solares tem capacidade nominal de aproximadamente 104,025 kWp, gerando energia para atender o Estádio Joaquim Vidal, a Secretaria de Obras e as Escolas Baltazar de Bem, Dr. Getúlio Vargas, Maria Pacico Freitas, Taufik Germano, Creche Apcrim e Creche Sonho Meu.  “O que não usarmos voltará para a Prefeitura em créditos para compensar em outras contas. Estimamos que cerca de 95% do que for gerado se tornarão créditos”, explica o engenheiro Guilherme.

ECONOMIA – A estimativa é que com a troca de 558 lâmpadas por iluminação de LED, a troca de lâmpadas das secretarias e a usina de geração de energia solar, a economia da Prefeitura de Cachoeira do Sul vai girar em torno de R$ 320 mil por ano. Este projeto terá um investimento de R$ 1,4 milhão por parte da RGE. Somente no sistema de geração de energia o investimento é de R$ 523,2 mil.

Converse com a Fandango