RGE abre inscrições para curso Técnico em Eletrotécnica

A RGE está abrindo oportunidade inédita para Pessoas com Deficiência – PCDs e Reabilitados do INSS se capacitarem gratuitamente, aumentando as chances de inserção no mercado de trabalho. A partir do dia 23 de julho estarão abertas as inscrições para o curso Técnico em Eletrotécnica, uma sólida formação com 1.200 horas de duração, distribuídas ao longo de quatro semestres.

As inscrições poderão ser feitas pelo link:

https://career19.sapsf.com/sfcareer/jobreqcareer?jobId=9583&company=cpflenergi.

Para se inscrever o candidato precisa comprovar a conclusão ou estar matriculado no último ano do Ensino Médio. Também é necessário apresentar laudo médico, comprovando o tipo de deficiência. Estão sendo oferecidas 20 vagas.

As aulas serão presenciais, de segunda a quinta-feira, das 19h30min às 22h30min, no Instituto SENAI de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica – CETEMP em São Leopoldo. Porém, o curso poderá começar na modalidade EAD caso persistam as regras de isolamento social devido a pandemia.

Após a inscrição os candidatos passarão por etapas de seleção, algumas sendo eliminatórias. Todos serão comunicados do resultado por e-mail ou telefone. A participação no curso não garante vaga nas empresas do Grupo CPFL.

Objetivos – A intenção da RGE é formar técnicos em eletrotécnica com conhecimento consistente para instalar, manter e projetar sistemas elétricos prediais, industriais e de potência, cumprindo a legislação vigente, parâmetros de eficiência energética e as normas técnicas de qualidade, segurança, saúde e ambientais.

O curso também visa:

  • desenvolver a iniciativa, o espírito crítico e empreendedor dos alunos para que possam identificar e gerenciar novas oportunidades de trabalho e geração de renda, numa economia em constante mudança;
  • desenvolver habilidades e atitudes que propiciem ao aluno a ampliação de sua capacidade pessoal e de equipe na organização e no preparo para enfrentar situações rotineiras e complexas, respeitando os valores éticos e estéticos na realização do trabalho;
  • desenvolver o hábito de executar as tarefas em sintonia com as normas de segurança e de preservação ambiental;
  • propiciar a vivência de situações de aprendizagem que envolvam princípios, normas e atitudes do Sistema de gestão da Qualidade e gerenciamento de tarefas;
  • proporcionar aos alunos, através do desenvolvimento de projetos e atividades desafiadoras, a percepção e incorporação consciente e crítica estética e da ética nas relações humanas envolvidas em situações profissionais.

Currículo – O curso Técnico em Eletrotécnica terá quatro módulos, de 300 horas cada um. O módulo básico consiste em comunicação oral e escrita, eletricidade, leitura e interpretação de desenho e qualidade, saúde, meio ambiente e segurança do trabalho. O módulo I terá instalações elétricas prediais, projetos elétricos prediais e segurança em eletricidade. No módulo II os alunos aprenderão sobre acionamento de dispositivos elétricos automatizados, instalações elétricas industriais e projetos elétricos industriais. O último será o módulo III, com eficiência energética, gestão da manutenção, instalações de sistemas elétricos de potência (SEP), manutenção elétrica predial e industrial e manutenções e operações de sistemas.

Converse com a Fandango