Câmara de Cachoeira encerra contrato de telefonia móvel que dispunha de um aparelho para cada vereador

A fim de promover mais economia na gestão da Câmara de Vereadores, a Mesa Diretora decidiu, nesta semana, em interromper o contrato de telefonia móvel aos vereadores. O contrato prevê o fornecimento de 15 acessos móveis, com a disponibilização dos aparelhos em regime de comodato, quota de ligações e pacote de dados para acesso a internet.

Com a medida, o Legislativo vai economizar mais de R$ 25 mil por ano. “A Mesa Diretora, mantendo sua postura de austeridade, reuniu-se para avaliar a renovação do contrato e decidimos pela sua não manutenção. Hoje em dia existem no mercado vários planos de internet acessíveis de diferentes operadoras e cada vereador tem a liberdade pra escolher o plano que achar melhor para suas operações”, explicou o presidente Igor Noronha (MDB).

Converse com a Fandango