Área no entorno da chaminé do Roesch nos engenhos, é interditada pela Prefeitura de Cachoeira

A Prefeitura de Cachoeira do Sul, através da fiscalização de posturas da Secretaria Municipal de Obras e Defesa Civil, interditou  na tarde desta sexta-feira (23) uma área com raio de 30 metros no entorno da chaminé do Engenho Roesch, no Bairro Rio Branco. A solicitação de uma fiscalização por parte da Prefeitura, partiu de denuncia de comerciantes e moradores próximos ao chaminé, que questionaram há 30 dias atrás

através do programa Rádio Repórter da  Rádio Fandango AM/FM as condições de segurança.

Os sucessores da empresa Reinaldo Roesch, responsáveis pela estrutura, precisam apresentar anualmente laudo das marquises e paredes do engenho. Como o prazo já estava vencido, a fiscalização de posturas fez uma vistoria através da análise de fotos e vídeo coletado com o drone da Secretaria Municipal de Meio Ambiente nesta quarta-feira (21).

Com as imagens, foi constatado pelo engenheiro civil Fernando Gehrke, diversas rachaduras no topo da chaminé. Em seu laudo ele relata que é impossível determinar o tempo relativo de um possível colapso da estrutura de coroamento da chaminé. Por este motivo, seu laudo concluiu ainda pela interdição em um raio de 30 metros no entorno da base da chaminé como forma de preservar a integridade física das pessoas que transitam ou trabalham nas proximidades. Para isso serão utilizados tubos de concreto, cerquite e placas.

O fechamento deve atingir parte da Rua Maria do Carmo entre as ruas Otto Mernak e Marechal Floriano. Uma lavagem de carro que fica junto a base da chaminé também foi notificada.

Converse com a Fandango