UFSM é a segunda universidade pública do país a oferecer disciplina sobre “felicidade”

A partir do segundo semestre deste ano, a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) abordará um assunto que pretende ampliar os conhecimentos dos estudantes não só na vida acadêmica ou profissional.  O curso de Ciências Sociais ofertará a disciplina chamada Ética e Felicidade – lições da filosofia para uma vida boa. A UFSMserá a segunda universidade pública do país a ofertar a disciplina. A primeira foi a Universidade de Brasília (UnB).

A disciplina foi criada e será ministrada pelo professor Dejalma Cremonese, que tem graduação e mestrado em Filosofia e também doutorado em Ciência Política. O docente afirma que os assuntos a serem abordados têm como base uma pesquisa desenvolvida por ele há oito anos sobre temas existenciais. O objetivo, de acordo com Cremonese, é trazer concepções diferenciadas e amplas a respeito da felicidade:

— Minha pesquisa é essencialmente filosófica e busca lições para que possamos compreender o ser humano. Na pós-modernidade, temos uma compreensão de felicidade mais fugaz, que confundimos com momentos de satisfação, de alegria. A partir do que estudei, esses momentos de satisfação e alegria não podem ser entendidos como felicidade. Felicidade, conforme a filosofia, é um processo lento e gradativo de uma satisfação de estar vivendo com simplicidade. Para os gregos da filosofia, a felicidade é subjetiva, é serenidade de espírito, é frugalidade, o que é diferente do que vemos na vida pós-modernidade.

O professor acrescenta ainda que a disciplina leva em conta o atual cenário da nova geração, que enfrenta problemas como ansiedade, por exemplo:

— Os nossos universitários sofrem com a solidão, com o isolamento, com a angústia a depressão. A gente ensina tudo na universidade. Ensinamos a tecnologia, o aspecto jurídico, mas não trabalhamos questões sobre ética, amor e felicidade. Essa proposta tem o objetivo muito simples de tratar sobre esses temas existenciais para que os nossos alunos possam se compreender mais. A universidade tem o lado bastante pragmático, mas também tem a possibilidade de tratar sobre isso. Queremos também com a disciplina contribuir para o melhor entendimento dos estudantes sobre seus sentimentos.

A disciplina é optativa, tem carga horária de 60 horas semanais e será oferecida sempre as segundas-feiras, com 60 vagas. A aula está prevista no currículo do curso de Ciências Sociais, mas conforme o professor, estudantes de outras áreas podem procurar a coordenação e solicitar a disponibilidade de vagas.

Fonte Rádio Gaúcha

Converse com a Fandango