Presidente da Assembleia Legislativa, Marlon Santos, afirma que “tem alternativa” para a dívida do Estado

O parlamentar que é conhecedor da situação financeira do governo gaúcho, tem buscado alternativas efetivas para diminuir a dívida do Estado com a União, podendo assim dar novamente a oportunidade de desenvolvimento e crescimento do Rio Grande do Sul.

Segundo o presidente Marlon Santos, a Assembleia Legislativa em parceria com a Procuradoria Geral e Ministério Público está unindo forças na busca de valores financeiros que a União deve ao Estado. Marlon não cita valores, para preservar as tratativas, mas afirma que o que a União deve cobrir uma boa parte do total da dívida atual que o Estado possui.

“Nós temos dívidas, isso é certo, mas nos devem muito”, afirma o parlamentar, que não tem medido esforços junto aos parceiros para rever os valores. Além do que a União deve ao Estado, existem muitas dívidas cobráveis de outros lados que colaboram para quitar praticamente a metade do valor em aberto.

Para o presidente Marlon, é uma questão de prioridade de governo buscar uma forma efetiva de zerar a dívida, e coloca que “a Assembleia Legislativa vai fazer a sua parte junto com a Procuradoria Geral e Ministério Público. Tem muita coisa possível de fazer, o detalhe é foco, é se voltar para o que tem que ser feito e fazer”.

Mesmo a situação financeira sendo complexa e que envolva diversos fatores, o presidente afirma que “tem alternativa”, dando esperança aos gaúchos de que o Estado pode sim voltar a prosperar.

Marlon Santos, foi relator do projeto do Orçamento de 2017 do Estado, momento este que é considerado um dos mais críticos da crise financeira no Rio Grande do Sul.

Converse com a Fandango