Abigeato e roubo de veículos tiveram aumento de casos em Cachoeira do Sul

O secretário estadual da Segurança Pública, Cezar Schirmer, apresentou o balanço dos dados estatísticos da criminalidade com números do primeiro bimestre de 2018. A reportagem do OCorreio Digital teve acesso aos registros de Cachoeira do Sul. Dos 12 crimes avaliados, abigeato e roubo a veículo tiveram aumento de ocorrências. No caso do abigeato, foram duas incidências no primeiro bimestre de 2017. Já nos dois meses de 2018, as planilhas identificam oito registros. Ou seja, quatro vezes maior em comparação ao mesmo período do ano passado.

No primeiro bimestre de 2017, nenhum caso de roubo de veículos foi registrado. Mas neste ano, três ocorrências estão tabuladas.

De acordo com o levantamento que a reportagem do OCorreio teve acesso, os demais tipos de crimes tiveram queda em seus índices. Homícidio doloso, por exemplo, passou de dois casos em 2017 (com quatro vítimas) para nenhum neste ano. Latrocínio teve duas ocorrências no período do ano passado e passou nenhum em janeiro e fevereiro de 2018. Os furtos passaram de 154 para 141. Furtos de veículos: de 30 para 16 casos. Estelionato: foram dez ocorrências em 2017 e seis neste ano. Já delitos relacionados a armas e munições contabilizaram dez casos no ano passado e quatro em 2018. Em relação ao tráfico e posse de drogas: foram 21 casos de posse em 2017 e nove neste ano; 18 ocorrências de tráfico no primeiro bimestre de 2017 e 13 em 2018.

 

 

fonte O Correio Digital

Converse com a Fandango