Proposta prevê reposição de 4,17% para o piso mínimo regional

Uma nova proposta de reajuste do piso regional foi protocolada nesta quarta-feira (7) pelo deputado Luiz Fernando Mainardi (PT). A emenda prevê reposição de 4,17%, índice superior aos 1,81% sugeridos pelo Piratini. Conforme o autor, o objetivo é repor perdas acumuladas desde 2016.

— O reajuste proposto pelo governo é menor do que a inflação (2,07%). Precisamos pelo menos empatar, equalizar isso. É um encaminhamento realista e, acredito, possível para este momento — destaca Mainardi.

O petista acredita que, caso o projeto chegue até o Piratini para aprovação de José Ivo Sartori (PMDB), a possibilidade de ser aceito é grande:

— Creio que o governo não vai se mobilizar para derrubar o projeto. Politicamente, é importante para eles.

A emenda formaliza a proposta das Centrais Sindicais. O aumento de 4,17% é resultado da diferença anterior entre os reajustes do mínimo regional e o mínimo nacional mais a variação do INPC de 2017 – 2,07%.

Se aprovada a proposta, a menor faixa de vencimento mínimo regional ficaria em R$ 1.224,18, e a maior passaria a R$ 1.551,38.

A iniciativa deve ser apreciada até 24 de março, com possibilidade de avaliação antes dessa data. Caso não entre na pauta nesse prazo, tranca o andamento dos trabalhos

fonte Gaucha/ZH

Converse com a Fandango