Prefeito cobra da CORSAN ampliação da rede de esgoto

O prefeito de Cachoeira do Sul, Sergio Ghignatti, esteve em Porto Alegre nessa quinta-feira (1º) para cobrar da direção da Corsan agilização no processo de universalização da coleta de esgotos, nos termos do contrato de programa que estabeleceu dezembro de 2021 como data limite para o atingimento da meta.

Acompanhado pelo vice-prefeito, Cléber Cardoso, Ghignatti foi recebido pelo presidente da Corsan, Flávio Ferreira Presser, oportunidade em que solicitou informações sobre uma verba de R$ 14 milhões do Governo Federal, a disposição da estatal gaúcha de saneamento desde 2011, que estaria na iminência de ser perdida por desinteresse da Companhia. “Em primeiro lugar minha preocupação é com a saúde da população, pois saneamento básico previne doenças” explicou o prefeito que é médico. “Além disso há a questão do meio ambiente, agredido com o esgoto lançado na natureza sem tratamento” reclamou Ghignatti.

Ficou acordado que uma nova reunião, ampliada com a presença de técnicos da Caixa Federal, deverá acontecer na próxima semana em Porto Alegre. No encontro serão analisados todos os aspectos da utilização do recurso federal, disponibilizado a fundo perdido, e também o cronograma de obras para atender os 100% de coleta e tratamento de esgoto no perímetro urbano da sede do Município até a data prevista na concessão.

Alerta veio do Sindiágua

Na quarta-feira (31), o diretor do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgoto do Estado do Rio Grande do Sul (Sindiágua), Rogério dos Santos Ferraz, esteve com o prefeito Sergio Ghignatti para alertar sobre a possibilidade de perda dos recursos previstos no contrato nº 0350934-85, de 25/11/2011. Na operação contratada pela Corsan com o Governo Federal é prevista a aplicação de R$ 14 milhões para ampliação da rede coletora de esgotos, estações elevatórias, ligações domiciliares e ampliação da estação de tratamento. Os vereadores Nelson Azevedo e Telda Assis estiveram presentes no encontro entre o Executivo e o Sindiágua.

Converse com a Fandango