Paulão Trevisan diz que Câmara de Vereadores economizou R$ 3 milhões em 2017

A Câmara de Vereadores de Cachoeira do Sul utilizou, no ano de 2017, R$ 3 milhões a menos do limite legal permitido pela Constituição Federal. O valor executado representa cerca de 65% do total permitido.

Conforme o art. 29-A, I da CF, o Legislativo cachoeirense pode utilizar até 7% da receita efetivamente realizada pelo Município, que no exercício anterior foi de R$ 126,2 milhões. Assim, se fosse gastar de acordo com o que é permitido, a Câmara poderia ter utilizado até R$ 8,83 milhões. O total de gastos do Legislativo Municipal em 2017, porém, foi de R$ 5,83 milhões, ou seja, 4,62% da receita realizada.

O presidente da Câmara em 2017, vereador Paulão Trevisan (PDT), expôs as iniciativas que permitiram economia na gestão. “Buscamos investir com responsabilidade e planejamento todo o recurso público que nos foi disponível. Nesse sentido, implementamos uma série de medidas de economia, como reestudo e mudanças em contratos vigentes e redução em horas extras”, destacou.

Mais

O demonstrativo dos limites relativos ao exercício de 2017 pode ser conferido no mural da Câmara ou em seu site institucional, na guia “Relatório L.R.F.”.

Converse com a Fandango