Moradores que alugaram ou venderam apartamento no Solar do Parque, correm risco de perder imóvel

O chefe do setor de habitação da Secretaria de Trabalho e Ação Social Luciano Fortes e sua equipe estão se preparando para nos próximos dias fazer uma nova verificação de ocupação de unidade habitacional no Residencial Solar do Parque, construído com recursos do Minha Casa Minha Vida,  na Rua Conde de Porto Alegre, em frente a FENARROZ. A nova vistoria atenderá a um pedido da Caixa Federal que recebeu denúncia formalizada através de sua ouvidoria de que há cinco apartamentos em suposta situação irregular.

Caberá a Prefeitura ir em cada um deles para identificar se é o titular que mora no apartamento, se ele está fechado ou foi disponibilizado para outra pessoa. Caso seja encontrada alguma irregularidade, o proprietário corre o risco de perder o imóvel. Os selecionados quando da assinatura do contrato, são sabedores que durante o período que estivessem pagando as prestações estavam proibidos de alugar ou vender. A Secretaria de Trabalho Ação Social ainda possui lista de suplentes para assumirem apartamentos no Solar do Parque, que tem um total de 160 imóveis. 

Converse com a Fandango