Fetag solicita prorrogação do prazo de adesão ao Cadastro Ambiental Rural

Representantes da Federação dos Trabalhadores  na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag/RS) protocolam nesta terça-feira, 5, no Ministério do Meio Ambiente, pedido de prorrogação do prazo para preenchimento do Cadastro Ambiental Rural  (CAR), previsto para terminar em 31 de dezembro deste ano. Conforme o presidente da entidade, Carlos Joel da Silva, a solicitação de ampliação do período de adesão por mais um ano foi decidida em assembleia da entidade, realizada na última sexta-feira. Há agricultores que ainda não conseguiram cadastrar suas propriedades.

Ele observa ainda que, enquanto a inclusão dos imóveis rurais estiver ocorrendo, os agricultores podem ir fazendo as readequações das Áreas de Preservação Permanente (APPs), atividade que exige tempo. “O que desejamos é que todos os agricultores façam o CAR e regularizem a situação de suas propriedades”, ressalta Silva. O deputado Heitor Schuch vai acompanhar os representantes da Fetag. Ele tem um projeto tramitando na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados que busca a prorrogação do  prazo até maio de 2018.

Mas como falta pouco tempo para o fim do prazo, tentará uma audiência com o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho. Junto com integrantes da Fetag, vai pedir a prorrogação. Conforme o deputado, o aumento do período pode ser determinado por meio de instrumento do Executivo, como decreto ou resolução.

Conforme dados do Serviço Florestal Brasileiro, do Ministério do Meio Ambiente, no Rio Grande do Sul, até 31 de outubro deste ano, foram inscritos no CAR 18.226.988 hectares, o que corresponde a 89,67% da área estimada  para cadastramento (20.326.355 hectares), tendo como base o Censo Agropecuário de 2006 do IBGE.

Converse com a Fandango