Dezembro Laranja: protetor solar para evitar o câncer de pele

Depois do  Outubro  Rosa e do Novembro Azul, o último mês do ano traz uma campanha para reforçar os cuidados com o excesso de sol. Com a mensagem “Se exponha mas não se queime”, o Dezembro Laranja, iniciativa da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), alerta para os riscos que a exposição solar desprotegida oferece à saúde.

Para conscientizar e ensinar os brasileiros sobre a importância da fotoproteção e do diagnóstico precoce, a SBD estendeu a duração da campanha, que deve permanecer ativa até o término do verão.

_ Queremos divulgar para a grande população, especialmente para os trabalhadores que desempenham suas funções expostos ao sol, como carteiros, vendedores ambulantes, operários da construção civil e feirantes, esse conjunto de atitudes, essenciais para que essa exposição prolongada não traga problemas de saúde _ diz o presidente da SBD, José Antonio Sanches.

Dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca) mostram que, todos os anos, surgem mais de 176 mil casos de câncer da pele, o de maior incidência no País

  O câncer da pele 

A doença é provocada pelo crescimento anormal das células que compõem a pele. Existem diferentes tipos de câncer da pele que podem se manifestar de formas distintas, sendo os mais comuns denominados carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular – chamados de câncer não melanoma -, que apresentam altos percentuais de cura se diagnosticados e tratados precocemente. Um terceiro tipo, o melanoma, apesar de não ser o tipo de câncer da pele mais incidente, é o mais agressivo e potencialmente letal. Quando descoberto no início, a doença tem mais de 90% de chance de cura. Em todos os tipos, a exposição excessiva e sem proteção ao sol é a principal causa de câncer da pele. O câncer da pele pode se manifestar como uma pinta ou mancha, geralmente acastanhada ou enegrecida; como uma pápula ou nódulo avermelhado, cor da pele e perolado (brilhoso); ou como uma ferida que não cicatriza.

 

Como prevenir: 

— Evite o sol entre 10h e 16h

— Aplique o protetor solar diariamente (fator de proteção de no mínimo 30) e repita a aplicação a cada duas horas, inclusive em dias frios e nublados

— Use camiseta, chapéu de abas largas, sombrinha e guarda-sol

— Não se esqueça dos óculos escuros, de preferência com lentes de boa qualidade

fonte Rádio Gaúcha/ZH
Converse com a Fandango