Judiciário Gaúcho quer ganhar mais. Difini diz que crise é do Executivo.

Em entrevista para o site do próprio Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, o presidente daquela corte, desembargador Luis Felipe Diffini, sustenta que os salários de servidores e juízes gaúchos estão abaixo da média nacional. Disse que “a remuneração dos magistrados do RS evidentemente é alta se compararmos com o salário do professor, mas é 7,33% inferior à média nacional, e a dos servidores é 5,72% inferior”, o que provocaria perda de servidores para Santa Catarina e transformaria o Rio Grande do Sul em um Estado de 2°classe.

Na sequência, afirmou o desembargador que não é privilégio receber os salários em dia só porque o governador não consegue pagar os servidores do Executivo, pois a Justiça gaúcha conseguiu aumentar 24% as receitas próprias.

Do teor da entrevista dá a impressão que o caos financeiro do Rio Grande do Sul não diz respeito ao Judiciário, que mesmo na pior crise vivida pelo Estado pode aumentar os salários dos Juízes e Servidores, os quais estão no topo da carreira pública, com fundamento na comparação com os demais Estados.

CLIQUE AQUI para ler toda a entrevista.

 

fonte Políbio Braga

Converse com a Fandango