Projetos receberão R$ 16 milhões para desenvolver pesquisa científica

Um total de 27 projetos de universidades gaúchas receberá R$ 16 milhões em 2018 para fortalecer a inovação, a ciência e a tecnologia no Rio Grande do Sul. Os trabalhos foram selecionados pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect) em editais lançados no último mês de julho para o programa de Polos Tecnológicos, RS Incubadoras e Programa Gaúcho de Parques Tecnológicos. A colaboração do governo do Estado foi assinada nesta quinta-feira (21), com a presença das universidades.

Segundo o secretário adjunto do Desenvolvimento Econômico, Evandro Fontana, os recursos são de extrema relevância para fomentar as novas ideias em surgimento no estado. “São iniciativas que vão ajudar no desenvolvimento do RS a partir do conhecimento e da base cientifica das universidades, pois é apenas com o conhecimento que o país pode avançar”, afirmou. O RS é o segundo no Ranking Nacional de Inovação e possui a maior densidade de doutores entre os estados, demonstrando a relevância da atividade acadêmica gaúcha.

Para a diretora do Departamento de Ciência e Tecnologia da Sdect, Suzana Sperry, os projetos estão ligados preferencialmente às temáticas estratégicas como energias renováveis, máquinas agrícolas, setor automotivo, saúde avançada e tecnologia da informação. Em breve os projetos devem ser iniciados, com prazo de execução de um ano.

As universidades classificadas para participar do programa são Feevale, Universidade de Passo Fundo (UPF), Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Universidade Federal do Rio Grande (Furg), Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Universidade de Cruz Alta (Unicruz), Unisinos, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijui) e Universidade do Vale do Taquari (Univates).

Polos Tecnológicos

Serão alocados R$ 9,7 milhões e o valor máximo por projeto é de R$ 700 mil. O Rio Grande do Sul conta com 27 polos tecnológicos implementados, divididos em polos de modernização tecnológica e de inovação tecnológica. Podem se credenciar nesse programa universidades, Coredes, municípios e empresas.

RS Incubadoras

Será destinado R$ 1,5 milhão. Cada incubadora pode apresentar um projeto no valor de R$ 300 mil. As incubadoras de base tecnológica são responsáveis por conectar pesquisa científica, transferência de tecnologia e desenvolvimento de novos produtos. Atualmente, existem 18 espalhadas em diferentes regiões.

Parques Tecnológicos

O programa oferece R$ 4,8 milhões para apoiar projetos de até R$ 800 mil cada. Atualmente, são 12 parques credenciados. Mais cinco têm potencial para credenciamento.

Converse com a Fandango