Hospital que nunca foi usado e Centro de Triagem, seguem até o fim do Governo Ghignatti

O aumento no número de casos de coronavírus nos últimos dias em Cachoeira do Sul e do número de internações no Hospital de Caridade e Beneficência fez o prefeito Sergio Ghignatti se reunir nesta sexta (20) com o superintendente do HCB, Luciano Morschel, e com o médico infectologista Lucas Dahlke para trocar informações e alinhar as estratégias para as próximas semanas.

O grupo acordou que o Hospital de Campanha( que não passa de um amontoado de camas) e a Central de Triagem junto a çUPA seguirão funcionando até o final do ano. Após, a decisão de continuidade será da próxima gestão. Além disso, deverão ser intensificadas as ações de orientação e fiscalização nas ruas e no comércio, inclusive a respeito do uso da máscara. “Temos visto que a grande maioria das pessoas não usa mais a máscara na rua”, observou o secretário Roger Gomes da Rosa.

A Prefeitura aguarda a avaliação do Governo do Estado,  e, em caso de piora na nota do Município, outras medidas poderão ser tomadas. Se for necessário, tomaremos medidas mais restritivas, sempre ouvindo a Saúde e o HCB”, afirmou o prefeito Ghignatti.

Cachoeira tem hoje 56 casos ativos de coronavírus. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *