Governo Federal encaminha projeto para privatização dos Correios em 2021

Depois de reunião com o presidente Jair Bolsonaro, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, confirmou, nesta quarta-feira (14), no Palácio da Alvorada, o encaminhamento do projeto de lei que abre caminho para privatização dos Correios.

“Entregamos (o texto) para o SAJ (secretário de assuntos jurídicos), Jorge Oliveira, o PL dos Correios. Depois do SAJ, o projeto segue para Casa Civil e depois para o Congresso. O que cabia ao Ministério das Comunicações, foi feito”, disse Fábio Faria.

Por conta do caminho burocrático a ser percorrido pelo projeto de privatização, a expectativa do governo é de que o texto chegue ao Congresso no ano que vem e seja votado até o final de 2021. “A consultoria Accenture, contratada pelo BNDES, em 120 dias, entrega relatório sobre regras e parâmetros. Projeto chega no Congresso no começo de 2021, e até o final do ano que vem a ideia é votarmos e que os Correios estejam prontos para o processo de privatização”, explicou o ministro.

Fábio Faria defendeu o processo de privatização e garantiu a universalidade do serviço dos Correios, dizendo que ninguém vai deixar de receber cartas, boletos, encomendas, etc. “O projeto de privatização vem para melhorar a entrega, para melhorar a capacidade de entrega dos correiros. E que fique bem claro, quem recebe cartas, boletos, qualquer coisa, em qualquer lugar do país, a parte da universalização será mantida, ninguém vai deixar de receber nada”, pontuou.

O ministro ainda assegurou que o processo de privatização será justo, com todas as partes sendo ouvidas. “O Congresso vai ouvir todos os servidores do Correio, para conversar com deputados, senadores, tudo isso será debatido. Ninguém vai fazer processo de maneira brusca. Congresso vai saber ser justo”, completou o ministro das Comunicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *