√öltima semana para curtir o hor√°rio de ver√£o

Ap√≥s quatro meses em vigor, o hor√°rio de ver√£o est√° bem perto de ser encerrado. A partir da 00 hora do pr√≥ximo domingo (18), os rel√≥gios passam a ser atrasados em uma hora. Este ano, o ‘Hor√°rio de Ver√£o’ teve validade para as regi√Ķes Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Nos estados do Norte e do Nordeste n√£o houve mudan√ßa nos rel√≥gios.

A perman√™ncia do hor√°rio de ver√£o em 2017/18 dividiu opini√Ķes¬†.

Mas, ainda √© poss√≠vel que esta seja a √ļltima vez que o ‘Hor√°rio de Ver√£o’ seja adotado no Brasil.¬† De acordo com o Operador Nacional do Sistema El√©trico (ONS), o que mais tem influenciado o hor√°rio de pico do consumo de energia n√£o √© mais a incid√™ncia de luz solar, e sim a temperatura.

A justificativa para a ado√ß√£o da medida ano ap√≥s ano √© o aproveitamento do maior per√≠odo de luz solar para economizar energia el√©trica. Em 2013, o pa√≠s economizou R$ 405 milh√Ķes, ou 2.565 megawatts (MW), com a ado√ß√£o do Hor√°rio de Ver√£o. No ano seguinte, essa economia baixou para R$ 278 milh√Ķes (2.035 MW) e, em 2015 caiu ainda mais, para R$ 162 milh√Ķes. Em 2016, o valor economizado com Hor√°rio de Ver√£o baixou novamente, para R$147,5 milh√Ķes.