Secretaria Estadual da Saúde vai conferir situação vacinal contra a febre amarela na área rural

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) vai conferir se os moradores das áreas rurais do Rio Grande do Sul estão vacinados contra a febre amarela. A ação, que recebeu o nome de Censo Vacinal, quer evitar que a doença retorne ao Estado. Isso porque já há caso d emorte em Santa Catarina por febre amarela silvestre

A Chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica da SES, Tani Ranieri, afirma que as equipes de saúde “vão passar casa por casa para verificar a carteira de vacinação”. Ela lembra que, no ano passado, o Brasil teve aumento no número de casos silvestres.

— Prevemos que a doença chegue ao Rio Grande do Sul a partir de setembro. Estamos nos antecipando. Por isso, desencadeamos essa estratégia de vacinação — explica.

Num primeiro momento, serão vacinados os moradores de áreas rurais, por serem considerados de maior risco. A febre amarela silvestre circula nas matas, já que o vetor não é o mosquito Aedes aegypti, mas uma espécie que se prolifera em ambientes rurais.

 

 

fonte Gaúcha/ZH

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *