Safra 2018 deve segurar o preço dos alimentos

Depois de uma safra recorde no ano passado, que fez os alimentos registrarem a primeira deflação no País desde o Plano Real, a previsão é de que a produção agrícola deste ano seja a segunda melhor da história. Isso, segundo o IBGE, seria capaz de segurar, novamente, o preço dos alimentos.

Em 2018, as lavouras brasileiras devem produzir 224,3 milhões de toneladas, segundo os dados do terceiro Prognóstico para a Safra Agrícola, divulgado ontem. Embora signifique uma perda de 16,3 milhões de toneladas em relação à supersafra de 2017, a nova colheita deve continuar contribuindo para conter os índices de inflação, afirmou Carlos Alfredo Guedes, analista da Coordenação de Agropecuária do IBGE. “É um volume muito alto (a previsão para 2018) e com certeza deve continuar ajudando a segurar um pouco a inflação neste ano de 2018”, afirmou Guedes.

O resultado esperado para este ano já é 4,8 milhões de toneladas maior que o estimado pelo prognóstico anterior. O volume foi revisado para cima devido a condições climáticas favoráveis registradas em dezembro. No ano passado, a safra somou 240,6 milhões de toneladas, resultado 29,5% maior que o de 2016, ou 54,8 milhões de toneladas a mais, de acordo com o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de dezembro.

Segundo o pesquisador do IBGE, a safra 2018 parte de um nível alto e, por enquanto, não há risco de desabastecimento dos principais produtos, como milho, ainda com estoques elevados. Para ele, as reduções previstas para a produção de milho e soja em relação a 2017 não são suficientes para pressionar para cima as cotações no mercado agrícola e, se confirmada a estimativa, a safra deste ano será “muito boa”.

Entre os cinco produtos de maior importância, três devem apresentar baixa em relação à safra de 2017.
Arroz…………………………………………..-5,9%
Milho de 1o safra……………………-14,4%
Soja………………………………………………-2,4%
Feijão de 1osafra…………………………….5%

Por enquanto, o declínio significa 15 milhões de toneladas a menos de milho e 2,7 milhões de toneladas a menos de soja. Mas a safra de 112,3 milhões de toneladas esperada para a soja também seria a segunda maior já colhida no País.

Comente este artigo..