Praça da Caixa D’Água está entregue aos vândalos e a má conservação da Prefeitura de Cachoeira

A Praça Borges de Medeiros, conhecida como a Praça da Caixa D’Água, no centro de Cachoeira do Sul, virou sinônimo do abandono. À noite está totalmente às escuras, a pracinha para crianças não existe mais e há algum tempo que a parte superior da casa de máquinas da Corsan tem sido alvo de vândalos. Pichações estão por todo lado, além da sujeira que assusta quem passa pelo local.

Não é de agora que quem mora próximo da praça reclama da falta de atenção da Prefeitura. Também não é de agora que a reportagem do OC Digital registra a situação de um local que é utilizada paras comemorações como o Carnaval, Semana da Pátria e Semana Farroupilha.

O que mais preocupa os moradores é algazarra à noite em um espaço localizado atrás da casa de máquinas da Corsan. Papéis, roupas, preservativos, garrafas de plástico são alguns itens encontrados por quem se aproximar da praça. A Prefeitura mantém um funcionário, que durante o dia realiza a limpeza dos banheiros e utiliza uma máquina de cortar grama inadequada para o corte do matagal tenta limpar a praça.

A quadra de esportes se mantém demarcada, mas redes e a tela ao redor já não existem mais. O cuidado das praças está entregue à Secretaria do Meio Ambiente, mas a questão da iluminação é com a Secretaria de Obras.

MAIS

Não é só a Praça da Caixa D’Água que precisa de atenção. Também a do Parque Scopel está tomada pela sujeira. O matagal se estende pelas calçadas e resto de entulho no local. Os brinquedos estão em meio à vegetação e há lâmpadas quebradas.

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *