Estado deverá colher neste ano segunda maior safra de grãos da história

O Rio Grande do Sul deverá colher quase 32 milhões de toneladas de grãos na safra de verão — a segunda maior da história. O impacto direto na economia estadual é estimado em R$ 31,29 bilhões. As estimativas foram divulgadas nesta terça-feira (12) pela Emater .

Mesmo com os problemas climáticos ocorridos no sul do Estado, pelo excesso de chuva em janeiro, a boa produtividade no Norte garantirá uma produção cheia.

— De uma forma geral, o tempo foi excelente para as lavouras. O aumento da profissionalização do produtor também ajudará no resultado — avalia Iberê de Mesquita Orsi, presidente da Emater.

Um dos destaques da safra é a produção de milho, que aumentou 22% em relação ao ano passado. A colheita do cereal chegará a 5,5 milhões de toneladas.

— O uso de tecnologia é determinante na cultura do milho, que superou as expectativas — destaca Alencar Rugeri, assistente técnico estadual da Emater.

O carro-chefe da safra gaúcha continua sendo a soja, que responderá por 18,5 milhões de toneladas — mais de 40% da produção total.

A safra de grãos neste verão só não deverá superar a de 2017, quando foram colhidas 33,64 milhões de toneladas de grãos.

fonte Rádio Gaúcha/ZH

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *