Contrata√ß√Ķes de pessoas com defici√™ncia batem recorde em 2018

Para fazer valer a¬†Lei 8.213/1991, que prev√™ a reserva de vagas para funcion√°rios com defici√™ncia, a¬†Secretaria Especial de Previd√™ncia e Trabalho, do Minist√©rio da Economia,¬†realizou 11,4 mil inspe√ß√Ķes em empresas pelo Pa√≠s em 2018. Com a intensifica√ß√£o das fiscaliza√ß√Ķes para assegurar a inclus√£o social dessa popula√ß√£o, 46,9 mil cidad√£os foram contratados pelos empregadores no ano passado. Os n√ļmeros s√£o os maiores desde 2003, quando esses dados come√ßaram a ser computados. J√° na compara√ß√£o com 2017, o total de admiss√Ķes cresceu 20,6% em 2018.

A legisla√ß√£o determina que, em empresas com mais de cem funcion√°rios, pelo menos 2% dos contratados sejam pessoas com defici√™ncia. A propor√ß√£o chega a 5% para as empresas com mais de mil empregados. Nos concursos p√ļblicos, 20% das vagas √© destinada √† ocupa√ß√£o por esses candidatos. Isso assegura, no total, uma oferta de 756.125 vagas para pessoas¬†com defici√™ncia e reabilitados.

Esse movimento de aumento nas contrata√ß√Ķes tamb√©m exige adapta√ß√£o por parte das empresas, que devem investir em acessibilidade nas instala√ß√Ķes. Desse modo, as pessoas com defici√™ncia podem ter condi√ß√Ķes para desenvolver suas capacidades. Segundo o √ļltimo Censo Demogr√°fico, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estat√≠stica (IBGE), em 2010, 8,9 milh√Ķes de brasileiros entre 18 e 64 anos eram portadores de algum tipo de defici√™ncia.

Fonte: Ministério da Economia