Conselho de Agrometeorologia lista orienta√ß√Ķes para La Ni√Īa neste ver√£o no Estado

O Conselho Permanente de Meteorologia Aplicada do Estado do Rio Grande do Sul (Copaaergs) elaborou documento sobre o progn√≥stico clim√°tico e recomenda√ß√Ķes t√©cnicas para as culturas de ver√£o nos meses de janeiro, fevereiro e mar√ßo, informa a Secretaria da Agricultura, Pecu√°ria e Irriga√ß√£o.

O documento cita que, de acordo com a an√°lise da temperatura da superf√≠cie do mar no Pac√≠fico Equatorial Central, que registrou anomalia negativa, deve haver a atua√ß√£o de um evento La Ni√Īa moderado no decorrer deste ver√£o, influenciando na redu√ß√£o de chuvas durante o per√≠odo. Os dias mais quentes, junto com a redu√ß√£o das chuvas, aumenta o risco de d√©ficit h√≠drico ao longo da esta√ß√£o, especialmente na metade Sul do Estado.

Orienta√ß√Ķes t√©cnicas

Arroz

  • Racionalizar o uso da √°gua dispon√≠vel com t√©cnicas de manejo adequadas, tais como movimenta√ß√£o m√≠nima da √°gua nos quadros e manuten√ß√£o de baixas l√Ęminas de √°gua;
  • Utilizar aduba√ß√£o nitrogenada em cobertura de acordo com a indica√ß√£o da an√°lise do solo.

Feij√£o

  • Feij√£o da safra – logo que atingida √† matura√ß√£o, proceder √† colheita e trilha o mais breve poss√≠vel;
  • Irrigar, quando necess√°rio, preferencialmente durante a flora√ß√£o e desenvolvimento de vagens;
  • Na safrinha, escalonar a √©poca de semeadura e, se poss√≠vel, utilizar mais de uma cultivar, respeitando o zoneamento agr√≠cola;
  • Fazer aduba√ß√£o em cobertura preferencialmente antes da ocorr√™ncia de chuvas ou quando o solo apresentar disponibilidade de √°gua adequada.

Milho

  • Fazer aduba√ß√£o em cobertura preferencialmente antes da ocorr√™ncia de chuvas ou quando o solo apresentar disponibilidade de √°gua adequada;
  • Irrigar, quando necess√°rio, preferencialmente durante a flora√ß√£o e o enchimento de gr√£os.

Soja 

  • Irrigar, quando necess√°rio, preferencialmente durante a flora√ß√£o e desenvolvimento de vagens;
  • Realizar os tratos culturais recomendados para a cultura.

Hortaliças 

  • Quando necess√°rio irrigar, faz√™-lo pela manh√£, e dar prefer√™ncia √† irriga√ß√£o por gotejamento;
  • Recomenda-se a produ√ß√£o de mudas em ambiente protegido para garantir a qualidade do produto;
  • Em ambientes protegidos (t√ļneis e estufas) proceder a abertura o mais cedo poss√≠vel pela manh√£. Fechar ao por do sol;
  • Caso n√£o haja irriga√ß√£o, evitar a produ√ß√£o de mudas em recipientes que acarretem a perda do sistema radicular.

Fruticultura 

  • Promover o manejo da vegeta√ß√£o em pomares com coberturas verdes, de forma que propicie a cobertura morta na proje√ß√£o da copa das frut√≠feras para proteger o solo;
  • Usar o rateio de frutas como pr√°tica indispens√°vel;
  • Quando necess√°rio irrigar, faz√™-lo pela manh√£, e dar prefer√™ncia √† irriga√ß√£o por gotejamento;
  • N√£o havendo molhamento foliar em cultivos sob cobertura pl√°stica, evitar a aplica√ß√£o de defensivos agr√≠colas;
  • Em pomares jovens, suplementar com irriga√ß√Ķes para favorecer o estabelecimento das plantas, associada a pr√°ticas de manejo na linha (aplica√ß√£o de dessecantes e/ou ro√ßadas).

Forrageiras

  • No manejo de plantas forrageiras, promover a manuten√ß√£o da cobertura de solo e de boa disponibilidade de forragem, com cargas animais adequada;
  • Reduzir a carga animal na pastagem durante o per√≠odo de estiagem;
  • Aumentar o estoque de forragens na propriedade, seja no campo (redu√ß√£o da carga animal e diferimento de potreiros), seja com forragens conservadas (feno ou silagem);
  • Utilizar suplementa√ß√Ķes estrat√©gicas para as categorias dos rebanhos mais necessitados nos per√≠odos em que ocorrerem estiagens;
  • Quando poss√≠vel, indica-se a irriga√ß√£o de pastagens cultivadas nos per√≠odos de estiagem.