Conab estima safra de gr√£os em 233,3 milh√Ķes de toneladas. Redu√ß√£o de 0,4%

A safra de gr√£os 2018/2019 deve alcan√ßar a marca de 233,3 milh√Ķes de toneladas, uma redu√ß√£o em rela√ß√£o ao levantamento anterior, de 0,4%. Em rela√ß√£o √† safra 2017/2018, a previs√£o indica aumento de 2,5%. Os dados do 6¬ļ levantamento foram divulgados hoje (12) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

‚ÄúTivemos algumas dificuldades clim√°ticas. Houve uma quebra na soja, no arroz e no feij√£o, mas o milho teve desempenho muito bom e o algod√£o tamb√©m. Isso √© suficiente para atender ao nosso consumo interno com bastante tranquilidade e cumprir os compromissos de exporta√ß√Ķes, sem problemas‚ÄĚ, disse o diretor do Departamento de Comercializa√ß√£o e Abastecimento da Secretaria de Pol√≠tica Agr√≠cola do Minist√©rio da Agricultura, Pecu√°ria e Abastecimento, Silvio Farnese.

Apesar da redu√ß√£o em rela√ß√£o ao levantamento anterior, a Conab destaca que a safra atual ser√° a segunda maior da s√©rie hist√≥rica do pa√≠s. ‚ÄúO bom desempenho √© impulsionado pela melhora da produ√ß√£o do milho na segunda safra do gr√£o‚ÄĚ, diz a companhia.

Para a segunda colheita do milho, a expectativa √© que a produ√ß√£o chegue a 66,6 milh√Ķes de toneladas, volume 23,6% superior ao registrado na safra passada. ‚ÄúEsse resultado √© reflexo da maior √°rea‚ÄĚ, afirma o superintendente de Informa√ß√Ķes do Agroneg√≥cio da Conab, Cleverton Santana. ‚ÄúCom 80% dos gr√£os j√° plantados, os agricultores devem destinar 12 milh√Ķes de hectares para plantio em vez dos 11,5 milh√Ķes de hectares da safra passada‚ÄĚ.

Segundo a Conab, o estudo mostra que o algod√£o tamb√©m teve destaque positivo, chegando a uma produ√ß√£o de at√© 2,6 milh√Ķes de toneladas da pluma, crescimento de 28,4%. A √°rea plantada chegou a 1,6 milh√£o de hectares.

Por outro lado, a soja, respons√°vel por cerca de 49% da produ√ß√£o nacional de gr√£os, ter√° redu√ß√£o de 4,9%, chegando a 113,5 milh√Ķes de toneladas. A quebra de safra, prevista em 5,8 milh√Ķes de toneladas, pode ser observada em importantes estados que cultivam a oleaginosa, como Paran√°, Goi√°s, Mato Grosso do Sul e a regi√£o do Matopiba, principalmente na Bahia. Mesmo assim, esta √© a terceira maior produ√ß√£o j√° registrada, chegando pr√≥ximo ao volume total de soja produzidos pelo pa√≠s na safra 2004/2005.

O feij√£o tamb√©m apresentou produ√ß√£o menor na primeira safra. Com uma colheita de 987,5 mil toneladas, a queda pode chegar a 23,2%. Com menos produto no mercado, o pre√ßo da leguminosa est√° atrativo para os produtores, o que incentiva maior √°rea plantada na segunda safra do gr√£o, que poder√° resultar em uma produ√ß√£o de 1,36 milh√£o de toneladas. O n√ļmero √© impulsionado pelo aumento do feij√£o tipo cores, que tende a crescer em 28%, e na variedade preto, com alta de 20,9%. No caso do feij√£o-caupi, a tend√™ncia √© de uma queda de 6%, principalmente pela expectativa de redu√ß√£o da √°rea cultivada em Mato Grosso.

O diretor de Pol√≠tica Agr√≠cola e Informa√ß√Ķes da Conab, Guilherme Bastos, explicou que a perda da soja teve impacto do per√≠odo de seca, entre dezembro e in√≠cio de janeiro. ‚ÄúCom isso, principalmente as variedades mais precoces sofreram. Havia a expectativa de que as variedades de ciclo m√©dio tivessem recupera√ß√£o, mas n√£o conseguiram. No entanto, as variedades do ciclo tardio devem ter se beneficiado por esse regime de chuvas um pouco mais normalizado agora em fevereiro. Com rela√ß√£o ao feij√£o, a mesma situa√ß√£o aconteceu‚ÄĚ, disse Bastos.

Sobre o abastecimento de arroz no pa√≠s, o diretor afirmou que a produ√ß√£o brasileira n√£o √© suficiente para atender a toda a demanda interna e que sempre h√° necessidade de importa√ß√£o. Segundo ele, o consumo interno √© de cerca de 12 milh√Ķes de toneladas. A previs√£o para a produ√ß√£o de arroz √© de 10,6 milh√Ķes de toneladas nesta safra.

√Ārea plantada

A √°rea semeada na safra 2018/2019 est√° estimada em 62,9 milh√Ķes de hectares e se confirma como a maior j√° registrada no pa√≠s. O crescimento esperado √© de 1,9%, ou 1,15 milh√£o de hectares, em rela√ß√£o √† safra passada.

 

 

fonte Agência Brasil

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *