Assembleia Legislativa Gaúcha termina com auxílio-mudança para deputados

Em uma demonstração de que não está surda aos apelos das ruas por moralização e bom-senso no gasto do dinheiro público, a Assembleia Legislativa aprovou  o fim do auxílio-mudança. Tratava-se de uma verba de R$ 25,3 mil criada em 2013 e paga aos deputados estaduais a cada início e fim de mandato, sob o pretexto de custear a instalação dos parlamentares em Porto Alegre – embora fosse repassada, inclusive, aos deputados reeleitos.

Em 2019, dos 55 deputados, apenas oito abriram mão do valor, integral ou parcialmente.
A proposta de extinção partiu da Mesa Diretora e foi aprovada por unanimidade pelos deputados. Ao anunciar o resultado da votação, o presidente da Assembleia, Luis Augusto Lara (PTB), disse que o Parlamento gaúcho dá “exemplo para o Rio Grande e para o Brasil”. A medida entra em vigor já na atual legislatura e vai representar uma economia de R$ 2,8 milhões a cada quatro anos.

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *