Após 6 anos, alunos voltam a frequentar Escola Monsenhor Armando Teixeira no Seringa

A comunidade do Passo do Seringa fez festa para comemorar a entrega das obras de reforma da Escola Municipal Monsenhor Armando Teixeira. A escola, que foi municipalizada em 2018, estava interditada desde 2013 e desde então os estudantes passaram a ter aula no salão paroquial da comunidade.

Para que a escola pudesse novamente atender aos estudantes de forma adequada foi feita a reforma do conjunto de sanitários, salas de aula, cozinha, área de circulação, pracinha e instalações elétricas, permitindo o atendimento de 23 estudantes da pré-escola até o 5º ano do Ensino Fundamental.

A diretora da escola, professora Nora Liege Lopes, frisou na inauguração da obra que toda a comunidade auxiliou na reforma, inclusive quem não tem mais filho estudando na Monsenhor. “Nossa história começa de fato agora. Até o último dia 29 nossas crianças não sabiam o que é estudar em uma sala de aula de verdade. Eles estão conhecendo isso apenas agora”, enfatizou.

A Secretaria de Educação, Ana Margarete Vivian Machado, se emocionou durante a inauguração das obras ao lembrar do esforço de todos para que a escola ficasse pronta. “São pessoas que sonharam conosco e acreditaram que seria possível colocar esta escola novamente em funcionamento”, disse Ana. A municipalização da escola e a sua reforma foi um compromisso assumido pelo pelo prefeito Sergio Ghignatti e o vice, Cleber Cardoso, ainda no período eleitoral em 2016 junto a comunidade do Passo do Seringa.

Tudo que fizemos e vamos fazer é por estas crianças”, observou Ghignatti durante a festa de inauguração da escola, quando assumiu o compromisso de somar esforços junto com a Secretaria de Educação para implantar as séries finais na escola (6º ao 9º ano).

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *