Estado registra 21 mortes pela Covid desde sexta; total chega a 147

Pelo menos 21 mortes atribuídas à Covid-19 foram confirmadas, desde sexta-feira, em municípios gaúchos, o que elevou o total para 147, na noite deste domingo. Dezoito óbitos aparecem nos três boletins mais recentes da Secretaria Estadual da Saúde (SES) e três foram confirmados pelas prefeituras das cidades onde os pacientes viviam. Em 224 municípios, o número de casos confirmados do novo coronavírus já chega perto de 4 mil. Desses, 2.175 já se recuperaram.

No boletim de hoje, a SES relata seis mortes, todas elas de mulheres. Passo Fundo voltou a superar Porto Alegre ao registrar o 22º óbito. A paciente, de 89 anos, tinha comorbidades anteriores. Em Lajeado, morreu uma idosa de 90 anos, internada no Hospital Bruno Born desde o dia 13. É a 15ª morte na cidade do Vale do Taquari. Em Venâncio Aires, o domingo registrou o sexto óbito em função do coronavírus. A idosa, de 90 anos, sofria de mal de Alzheimer e outras comorbidades, e morreu na UTI do Hospital São Sebastião Mártir. Em Santa Maria, a vítima tinha 36 anos e sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) quando era atendida na UPA do município. Em Canoas, a vítima tinha 90 anos, o que eleva o total de mortes na cidade para três. Em Frederico Westphalen, morreu uma idosa de 70 anos, moradora de Trindade do Sul, onde até então ninguém havia falecido em função da Covid.

No sábado, a SES já havia confirmado seis mortes em Encantado (homem, 40 anos), Lajeado (homem, 86), Santo Ângelo (homem, 73), Espumoso (homem, 82), Venâncio Aires (mulher, 78) e Saldanha Marinho (homem, 65). Na sexta, foram mais seis – duas delas em Lajeado (mulheres de 82 e 88 anos) e as demais em Barros Cassal (mulher, 70), Osório (homem, 77), Guaíba (homem, 63) e Tunas (homem, 89).

O mapa da SES, que cita 144 óbitos pela Covid, ainda não contabiliza outras três mortes. Em Sapucaia do Sul, o município relatou a segunda e a terceira mortes no fim de semana – de uma idosa, de 86, que tinha quadro prévio de AVC, e de outra idosa, de 80, que tinha doença cardíaca e era ex-fumante. Ainda na sexta, a Prefeitura de Montenegro relatou a primeira morte de uma moradora da cidade – uma idosa ainda não identificada que também não aparece nos registros da Secretaria Estadual.

O mapa também registra defasagem no que se refere ao número de casos confirmados de Covid. Em Porto Alegre, a SES cita que 602 pessoas se infectaram mas, ainda no sábado, a Secretaria Municipal da Saúde já havia relatado 814 contaminados, o que eleva o total de casos, em todo o Rio Grande do Sul, para pelo menos 3.947, desde o início de março.

O boletim também atualizou a incidência da Covid-19 para 32,8 doentes a cada 100 mil habitantes do Rio Grande do Sul. A letalidade é de 3,9% e a ocupação de leitos de UTI, de 72,8%, entre pacientes de todas as enfermidades.

Dentre as 144 vítimas que não resistiram à doença e foram incluídas no boletim, 57 tinham mais de 80 anos, 42 haviam passado de 70 e 24 tinham mais de 60. Dezenove não eram idosos e, dentre estes, 12 morreram na faixa entre 50 e 59 anos, três tinham entre 40 e 49; quatro faleceram entre os 30 e 39 anos e dois pertenciam à faixa entre 20 e 29.

 

 

fonte Rádio Guaíba

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *