Justiça Gaúcha institui Selo Mérito Judiciário estímulo da busca da excelência na prestação serviço

O Selo Mérito Judiciário, no Poder Judiciário do Rio Grande do Sul, foi instituído por meio de ato,  assinado pelo Presidente do Tribunal de Justiça do Estado, Desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro. O mesmo documento criou a Comissão Interdisciplinar de Organização e Avaliação do Prêmio.

A distinção é de periodicidade anual, concedida às serventias judiciais do 1º e 2º graus e às unidades administrativas, a partir de auditoria realizada pela Assessoria de Assuntos Estratégicos e pela Corregedoria-Geral da Justiça.

A iniciativa insere-se no contexto de estímulo da busca da excelência na prestação jurisdicional e na gestão administrativa e judiciária por Magistrados e servidores. E do incentivo ao cumprimento das metas nacionais do Conselho Nacional de Justiça e do alcance à estabilidade nos resultados.

A Portaria leva em consideração a relevância da valorização da capacitação dos quadros de servidores para a instituição de um novo patamar de conhecimento e para a constante melhoria dos serviços jurisdicionais.

Os fundamentos que servirão de base para os critérios e indicadores do Selo Mérito Judiciário são os seguintes: pensamento sistêmico, aprendizado organizacional, cultura da inovação e aperfeiçoamento técnico, orientação por processos e informações, geração de valor, valorização de pessoas, desenvolvimento de parcerias, responsabilidade social e ambiental.

A Comissão Interdisciplinar de Organização e Avaliação será integrada por um Desembargador, que será seu Presidente; um Juiz-Assessor da Presidência; e um Juiz-Corregedor.

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *