Casa da Mãe Joana: Ambulantes são liberados para voltar às calçadas do centro de Cachoeira

A Prefeitura de Cachoeira do Sul resolveu reavaliar o posicionamento dos imigrantes do Senegal e da Gâmbia, que no início de novembro foram retirados das calçadas do centro, onde vendiam roupas, calçados e eletrônicos e deslocados para a área central da Praça Honorato.

A decisão foi tomada pelo prefeito Sergio Ghignatti em reunião,  com vereadores que integram a Comissão de Direitos Humanos do Legislativo. Desta forma, os ambulantes poderão voltar a ocupar espaço público nas calçadas da área central, principalmente, a Rua Sete de Setembro. Participaram a vereadora Telda Assis (PT) e Itamar Luz (PSDB). O outro integrante da Comissão, vereador Azevedo da Susepe (PPS) não pôde participar da reunião.

A retirada dos ambulantes das calçadas foi uma cobrança das entidades que representam o comércio sob alegação de concorrência desleal. Na época, o vice-prefeito Cleber Cardoso, por estar no comando da Prefeitura durante as férias do prefeito Sergio Ghignatti, determinou que a fiscalização notificasse os ambulantes, para que saísse de onde estavam comercializando seus produtos.

No entanto, no início de novembro, um encontro na sala de reuniões da Prefeitura, com a participação dos imigrantes e os advogados Kader Bahij Misleh Ahmad Saleh e João Francisco Carvalho Ribeiro foi selado um acordo de transferência de local. A reunião aconteceu no dia 1º de novembro. Na oportunidade, foi revelado que os ambulantes seriam relocados no Camelódromo o que acabou não acontecendo sob a justificativa de falta de espaço. A solução encontrada foi liberação do quiosque na parte central da Praça Honorato Santos.

 

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *