Aulas perdidas pela greve do magistério deverão ser recuperadas em janeiro de 2020

A greve do magistério Gaúcho  completa 15 dias  e por enquanto não há expectativa de ser encerrada. De acordo com a Secretaria Estadual da Educação (Seduc), das 2,5 mil escolas da rede, 410 estão sem aulas. O Cpers/Sindicato, entidade que representa os professores, aponta que o número é ainda maior, chegando a 770 estabelecimentos.

Enquanto o impasse entre governo e a categoria não é resolvido, milhares de alunos aguardam em casa o desfecho nas negociações para poder encerrar o ano letivo. O calendário da Secretaria Estadual de Educação indica que aulas deveriam terminar no dia 19 de dezembro. No entanto, mesmo que a greve fosse encerrada agora, seriam necessários compensar os 15 dias parados. Isso faria com que as aulas se estendessem até o começo de janeiro.

Segundo a Seduc, por lei, as escolas devem cumprir 200 dias letivos e 800 horas/aula. Quando a paralisação for encerrada, a pasta deverá encaminhar uma orientação às direções das escolas. Uma das possibilidade é realizar aulas também aos sábados para poder compensar os dias perdidos.

 

 

 

fonte Gaúcha/ZH

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *