Estado registra mais oito casos de sarampo

O Rio Grande do Sul teve confirmados mais oito casos de sarampo em 2019, elevando o total para 44. Com isso, o Estado acende um alerta para o aumento da circulação da doença: o número está próximo do ano passado, quando o sarampo voltou a ser registrado no Estado, alcançando 47 casos.

De 2012 a 2017, nenhum caso havia sido registrado no Estado. No entanto, os baixos índices de vacinação fizeram com que o sarampo voltasse a circular em 2018. Os oito novos casos foram registrados em Gravatai, Cachoeirinha e Tramandaí. Dois deles são em crianças com menos de um ano: uma tem três meses (fora da faixa etária apta a ser vacinada), moradora de Gravatai, e uma tem 11 meses, moradora de Cachoeirinha, que não havia se vacinado. Segundo o boletim do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), nenhuma delas tem histórico de viagem ou de contato com nenhum caso confirmado anteriormente.

As outras três confirmações de Cachoeirinha têm 16, 18 e 21 anos, sendo que os dois adolescentes são alunos da mesma escola. Nenhum dos três apresenta registro de vacinas. Outros dois casos de Gravataí são em jovens de 21 e 25 anos, também sem histórico de viagem.

Já em Tramandaí, o primeiro caso confirmado na cidade tem 38 anos e histórico de viagem para o município de São Paulo.

Do total de 44 casos registrados no Estado até agora, 10 são em crianças com menos de um ano. Outros 24 casos são de jovens entre 15 e 29 anos. Segundo o boletim do Cevs, cerca de 75% dos pacientes infectados em 2019 não se vacinaram contra o sarampo, ou tinham esquema incompleto.

 

 

fonte Gaúcha/ZH

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *