31º FEGAES vai reunir mais de 3 mil estudantes a partir desta sexta-feira na Fenarroz

Cachoeira do Sul terá um final de semana cheia de atrações com a realização da 31ª edição do Festival Gaúcho Estadual Estudantil (Fegaes), no Parque da Fenarroz. São esperados cerca de 3 mil participantes para um evento que reúne estudantes voltados para a cultura gaúcha em todos os seus segmentos.

O festival se notabiliza pela várias modalidades onde cada participante mostra sua arte seja no canto, na dança, na declamação, na poesia e no conjunto musical. A estrutura a ser instalada na Fenarroz prevê praça de alimentação e espaço para o acampamento das delegações, segundo a coordenadora do Fegaes, Vera Balardim. O ingresso para o público custará R$ 5,00.

O Fegaes é organizado e promovido pelo Instituto Cultural Riograndense (ICR) em prol dos estudantes e universitários gaúchos. Todos devem estar matriculados em uma escola municipal, estadual, federal, técnica, de supletivo e ou qualquer universidade, tanto pública quanto privada. Com mais de 30 edições realizadas, o Fegaes tem uma vasta abrangência em favor do desenvolvimento cultural no contexto estadual.

Como surgiu o Fegaes?

O Fegaes surgiu do idealismo da professora Vera Lúcia Tittelmaier Balardin para divulgar no meio estudantil e universitário no RS em defesa da identidade cultural do povo gaúcho. A história do festival começou na sala de aula, quando a professora Vera Balardin resolveu desafiar seus alunos de Educação Artística a se dedicarem nesta disciplina, de forma mais intensa e vibrante, traduzindo na prática os ensinamentos teóricos e práticos.

O primeiro

No ano de 1984, na Escola Borges de Medeiros em Cachoeira do Sul, foi projetado e desenvolvido com o nome de Pealo Borgense, sendo esta primeira edição direcionada somente para as escolas do município de Cachoeira. A segunda edição, no ano de 1985, o Pealo Borgense, não coube na escola e foi realizado no CTG José Bonifácio Gomes, tomando uma dimensão mais ampla e consagradora a nível municipal, recebendo adesão de diversas escolas da cidade da rede municipal e estadual.

Nos anos de 1986 e 1987, com a transferência da professora Vera para a Escola Cândida Fortes Brandão, o evento passou a se chamar Rodeio Artístico, sendo realizada a 1ª e 2ª edição nas dependências da Escola Cândida, sem fugir dos objetivos iniciais, com o mesmo brilho do Pealo Borgense e a participação de diversas Escolas do município. Em 1988 o festival não foi realizado.

Em 1989 o festival retomou sua trajetória e rompeu as fronteiras de Cachoeira do Sul, despertando o interesse das escolas da região, quando passou a se chamar “Fegares” – Festival Gaúcho Regional Estudantil, com abrangência da 24ª região escolar, sendo a primeira edição coroada de êxito, com a presença de mais de 40 escolas.

Devido ao sucesso, o festival ultrapassou também as divisas regionais com abrangência Estadual. Em 1990, por sugestão do tradicionalista Léo Oliveira, o então Fegares, já na 2ª Edição, passou a se chamar Fegaes – Festival Gaúcho Estadual Estudantil, ganhando a dimensão Estadual, abrindo espaço para as redes de ensino de todo o Estado.

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *