Depois de um começo chuvoso, Novembro deve ser mais seco diz meteorologia

O cenário muda um pouco em novembro, apesar de o mês começar com bastante chuva, na Metade Norte do Estado as instabilidades diminuem na fronteira com o Uruguai. Por outro lado, a chuva durante a primeira quinzena de novembro ganha força entre áreas produtoras de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Entre os dias 5 e 15 de novembro, áreas do Paraná, faixa Sul de São Paulo, Norte do Rio Grande do Sul e Santa Catarina têm previsão de mais de 50mm de chuva. Nas demais áreas produtoras do país a chuva segue isolada, sem grande volume. A partir da segunda quinzena de novembro a formação de instabilidades entre Sudeste, Centro-Oeste e Matopiba se torna um pouco mais frequente e deve beneficiar as áreas produtoras.

PREVISÃO ESTENDIDA: Diferente do alto verão de 2018/19, no qual as chuvas expressivas foram observadas em algumas áreas do RS, este ano a expectativa é de menos chuva. Isto porque, no ano passado, o fenômeno El Niño (que corresponde ao aquecimento acima da média das águas do Oceano Pacífico Equatorial) estava presente na atmosfera, favorecendo as instabilidades no RS. No entanto, este ano o El Niño chegou ao fim, oficialmente em agosto, e agora estamos em neutralidade climática que favorece um padrão de chuvas dentro da média normal.

A temperatura oscilará bastante nos próximos meses. Chama-se a atenção para períodos onde a máxima ficará mais baixa indicando baixa radiação solar, casos do segundo decêndio de novembro, boa parte de janeiro e a segunda quinzena de fevereiro. Na virada de janeiro para fevereiro, espera-se declínio mais acentuado da temperatura mínima com valor inferior aos 10°C.

 

 

 

 

fonte IRGA

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *