Agora, Prefeitura e UFSM/Cachoeira irão intervir no trânsito de veículos e pessoas da Rua Júlio

Um trecho da Rua Júlio de Castilhos, próximo à Praça Honorato, deve receber, nas próximas semanas, algumas intervenções temporárias de mobilidade urbana sob a coordenação do LAMOT (Laboratório de Mobilidade e Logística), dos cursos de Engenharia de Transportes e Logística e Arquitetura e Urbanismo da UFSM, e apoio da Prefeitura Municipal. A escolha do local se deve ao fato da região ter grande circulação de pedestres, carros e ônibus, e apresentar grandes dificuldades para a travessia segura dos pedestres.

As intervenções contemplarão, além da Rua Júlio de Castilhos – entre as Lojas Americanas e o Supermercado IMEC -as ruas Otto Mernak e Ernesto Alves/Anibal Loureiro. As principais alterações propostas são os avanços de calçada, aumentando a área de circulação para pedestres e reduzindo a distância de travessia entre uma calçada e outra, além da pintura de novas faixas de segurança e readequação de vagas de estacionamento. A intervenção deverá ficar nas ruas até que se tenha tempo suficiente para que se analise as mudanças que ocorreram. Em caso de boa aceitação da comunidade e de melhoria na circulação dos pedestres, sem comprometer o trânsito do local, outras intervenções podem ser planejadas e implementadas na cidade, reforçando a parceria existente entre a UFSM e a Prefeitura.

As alterações propostas seguem as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana (PNMU), onde as cidades devem ser pensadas para as pessoas e não para os veículos. As intervenções também estão ligadas diretamente ao Plano de Mobilidade Urbana de Cachoeira do Sul, em processo de tramitação de lei na Câmara de Vereadores, o qual estabelece prioridade no deslocamento para as pessoas.

O projeto de intervenção temporária tem como responsáveis os acadêmicos Vagner Stefanello e Alexandre Grings, do curso de Engenharia de Transportes e Logística, e Enzo Pozzatti e Tailor Johann, do curso de Arquitetura e Urbanismo, coordenados pelos professores Alejandro Ruiz Padillo e Brenda Medeiros Pereira.

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *