HCB realiza a 7ª Semana de Conscientização de Doação de Órgãos.

Para comemorar o Dia Nacional de Doação de Órgãos (27/09) o Hospital de Caridade e Beneficência de Cachoeira do Sul realiza a 7ª Semana da Conscientização de Doação de Órgãos da CIHDOTT – Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante. Neste ano a semana está preenchida com diversas atividades, incluindo doação de sangue, ações internas no HCB e coleta para Banco de Medula Óssea (confira programação abaixo.)

A primeira captação de órgãos e tecidos no HCB foi realizada em 2002 e desde então já foram realizadas 29 captações. Em 2019 o HCB não realizou captações. De acordo com a coordenadora da CIHDOTT do HCB, enfermeira Vanessa Moura, é muito importante conversar com a família sobre a vontade de doar órgãos, “pois somente é com esta manifestação ainda em vida, que a família saberá da intenção do ente querido”, ressalta a coordenadora. “A decisão de doar é um momento de solidariedade e esperança em meio a dor da perda”, declara Vanessa.

Durante toda a semana a equipe da CIHDOTT estará compartilhando através das redes sociais e aplicativos diversas mensagens sobre a importância da doação de órgãos. A equipe também fará ação de conscientização no horário de visitas com familiares e acompanhantes.

 

Programação:

23/09 – Blitz nos Setores do HCB –

25/09 – Dia de Doação de Sangue – Hemosul – das  07h30 às 11h30min e das 13h30 às 15h

27/09 – Cadastro para Banco de Medula Óssea – Local: Orlando Plaza Shopping  – Horário: das 10h às 16h

 

Requisitos para Doação de Sangue:

– Estar em boas condições de saúde;

– Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até os 60 anos. Menores de 18 anos são aceitos para doação mediante a presença e autorização formal dos pais e/ou responsável legal;

– O limite de idade para a primeira doação é de 60 anos;

– Pesar no mínimo 50 Kg (com desconto das vestimentas);

– Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas)

– Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação);

– Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade).

 

Requisitos para o Bando de Medula Óssea

Para ser Doador de Medula Óssea é preciso:

– Ter entre 18 e 55 anos;

– Estar em bom estado geral de saúde (não ter doença infecciosa ou incapacitante);

– Procurar o HEMOCENTRO mais próxima e receber as orientações sobre a doação;

– Preencher um formulário com o Dados Pessoais e coletar uma amostra 5-10ml de sangue para testes;

– Os dados serão armazenados no REDOME – Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea

IMPORTANTE

O que você precisa saber sobre Doação de Órgãos

Como ser doador de órgãos:
Basta comunicar sua família. Não precisa nada por escrito em nenhum documento.
Os órgãos somente serão retirados após a família autorizar a doação.

Tipos de Doadores:
Doador Vivo: Qualquer pessoa saudável que concorde com a doação. O doador vivo pode doar um dos rins, parte do fígado, parte da medula óssea e parte do pulmão.
Pela Lei, parentes até segundo grau e cônjuges podem ser doadores; não parentes, somente com autorização judicial.
Doador Falecido- Pacientes com diagnóstico de Morte Encefálica.
Neste caso, o coração batendo não significa que a pessoa esteja viva. Algumas patologias e traumas podem causar a parada irreversível do cérebro. O coração continua batendo por algumas horas após a morte encefálica, fazendo o sangue circular pelo corpo, e a respiração se manter controlada por aparelhos.

 

TIRE SUAS DÚVIDAS
Morte Encefálica é igual ao coma?
No coma, as células cerebrais continuam vivas, a pessoa está desacordada e pode ser reversível. Na morte encefálica as células cerebrais estão mortas. Há a parada completa e irreversível de todas as funções neurológicas intracranianas.

Como se tem certeza da Morte Encefálica?
Não existe dúvida quanto ao diagnóstico. O Diagnóstico da morte encefálica é regulamentado pelo Conselho Federal de Medicina. Dois médicos de especialidades diferentes realizam exame clínico e neurológico. Após é realizado um exame de imagem para reforçar a comprovação.

Quais órgãos que podem ser doados após a morte?
Coração, fígado, pulmão, rins, pâncreas, intestino, córneas, válvula cardíaca, pele e ossos.

Quem receberá os órgãos?
Os órgãos doados vão para pacientes que necessitam de um transplante e estão aguardando em Lista Única, definida pela Central de Transplantes da Secretaria de Saúde de cada Estado e controlada pelo Ministério Público.

Como é realizado o transplante de órgãos?
A captação de órgãos é um procedimento cirúrgico muito delicado que não causa a mutilação do corpo. São retirados apenas os órgãos a serem transplantados. Os órgãos e tecidos doados são removidos no Centro Cirúrgico como em qualquer outra cirurgia.

Como fica o corpo após a doação?
O corpo do doador será entregue à família recomposto (Lei no. 9,434/97). A reconstituição adequada é feita com todo o cuidado. O profissional da CIHDOTT respeita esse compromisso com rigor.

 

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *