Transição entre inverno e primavera deve ser chuvosa no RS

As condições oceânico-atmosféricas encontram-se sob Neutralidade, ou seja, sem presença de El Niño ou La Niña. No entanto, como já mencionado, a atmosfera ainda responde como El Niño, devido ao tempo de resposta ao término do fenômeno. Desta forma, tem-se observado que nestes primeiros 12 dias de setembro, em geral, cinco deles tiveram chuva, embora não tenham sido tão volumosas, nem tenham ocorrido de forma uniforme em todas as regiões. Além dos resquícios do El Niño, lembra-se que o período é de transição entre o inverno e a primavera, e nesta época do ano é comum ter períodos mais nublados e com chuva, além da maior probabilidade de ocorrência de temporais. Dessa forma, a expectativa é de que a atmosfera ainda responda como El Niño até meados de outubro, com chuvas ainda frequentes.

É muito importante que o produtor fique atento à previsão do tempo neste período, pois algumas janelas de tempo bom, para a semeadura do arroz, podem surgir. Um exemplo é a segunda quinzena de setembro, em que a previsão do tempo estendida, até dia 27/09, tem sinalizado que o tempo estará mais seco, favorecendo o avanço da semeadura. Além disso, a previsão do tempo também será importante para o produtor se precaver de possíveis chuvas intensas que possam vir a ocorrer e, como é conhecido, não se pode prevê-las com muito tempo de antecedência.

Previsão para a precipitação no trimestre setembro, outubro e novembro

O modelo climático do INMET/UFPel mostra que em setembro as precipitações devam ficar dentro da média em toda a metade sul do Rio Grande do Sul . Já para outubro, o modelo prevê chuvas abaixo do normal na Fronteira Oeste e em parte da Campanha e dentro do normal nas demais regiões . E para novembro, a projeção do modelo mostra chuvas dentro do padrão normal em toda a metade sul do Estado.

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *