Governo firma parceria com IBGE para retomar cálculos do PIB trimestral e anual do RS

A partir do convênio de cooperação celebrado com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta sexta-feira (13/09), o governo do Estado está retomando o cálculo do Produto Interno Bruto (PIB). A geração de dados, tanto do PIB do RS (trimestral e anual) quanto dos indicadores por município, será reassumida pela equipe de pesquisadores do Departamento de Economia e Estatística (DEE), órgão vinculado à Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag).

“Feliz do Estado que tem esta capacidade técnica instalada, como é o nosso caso, que permitirá a produção do PIB e de outros dados importantes para a sociedade”, destacou a secretária Leany Lemos, durante o ato de assinatura do convênio com o IBGE.

A partir desta parceria, que valerá até dezembro de 2023, o Estado terá acesso a uma série de dados produzidos pelo IBGE que servem de insumo para o trabalho dos pesquisadores gaúchos. Desde 2018, com a extinção da Fundação de Economia e Estatísticas (FEE), o cálculo do PIB estava sendo realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). “A extinção da FEE não representa o fim da nossa missão de produzir indicadores fundamentais ao Estado na definição de suas políticas públicas”, acrescentou Leany.

A secretária anunciou para a primeira quinzena de outubro a divulgação do PIB do segundo trimestre deste ano, agora já estimado por analistas do próprio DEE. Para o diretor do Departamento, Liderau Marques Júnior, o convênio com o IBGE e a retomada do cálculo do PIB é muito significativo. “Trata-se de um indicador que reflete a nossa situação econômica e o comportamento dos principais setores, o que dá a dimensão da importância de o Estado oferecer este serviço”, explicou ele.

Aditivo ao contrato

Além de celebrar a cooperação com o IBGE, a secretária anunciou uma revisão no contrato de prestações de serviços com a Fipe. Com o aditivo, o custo anual será reduzido de R$ 3,25 milhões para R$ 2,47 milhões, gerando uma economia de R$ 780 mil a cada período.

A partir dos dois termos assinados, entre os serviços que o DEE estará retomando estão:

– Estimativa anual do PIB do RS
– Estimativa trimestral do PIB do RS
– Estimativa anual do PIB municipal
– IDESE
– Estimativa populacional por município
– Projeção populacional por município
– Painel anual do agronegócio
– Estatística e análise da proteína animal
– Apresentação anual da conjuntura
– Relatório da conjuntura Macroeconômica e Regional

Já a Fipe ficará, a partir da revisão contratual, com as seguintes atividades agrupadas em:

– Relatórios Socioeconômicos
– Relatórios de mercado de trabalho
– Indicadores e relatórios do Comércio Exterior
– Matriz de insumos
– Interface de visualização de dados

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *