Contel começa nas próximas semanas implantação do sistema de videomonitoramento em Cachoeira

A empresa Contel, de Garibaldi, vencedora da licitação para implantação do sistema de videomonitoramento em Cachoeira do Sul, protocolou  quarta-feira, o projeto executivo para início da instalação do sistema. O projeto executivo pôde ser apresentado mediante a liberação de recurso pelo Governo Federal, pois o mesmo faz parte do plano de trabalho. O projeto prevê a instalação de 11 câmeras de videomonitoramento nos seguintes locais: Posto do Loló; BR153 Trevo Horbach; KM 0 – entroncamento Imigrantes RS 403; Rótula Trevo Comercial – BR 153; entroncamento Imigrantes/Avenida das Nações, acesso Granol/Capão Grande; Rua Sete de Setembro – Esquina Câmara de Vereadores; Curva da Rua David Barcelos; entroncamento Avenida Brasil/Júlio de Castilhos/Bento Gonçalves – 5 esquinas; Rua Júlio de Castilhos/Saldanha Marinho – próximo ao Supermercado IMEC; Avenida Brasil/Rua Alarico Ribeiro – Hotel União e Rua Saldanha Marinho – Escola Roque Gonçalves.

A sala de monitoramento está sendo construída na sede do 35º Batalhão de Polícia Militar pela Secretaria Municipal de Obras, em parceria com entidades cachoeirenses, sob a coordenação de Fábio Silva, presidente da CACISC. O monitoramento será feito pela Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP), com a qual a Prefeitura já assinou termo de cooperação. Conforme informações da SSP, o Município também receberá o sistema de cercamento eletrônico com recurso destinado através de emenda da bancada gaúcha, o que irá complementar a ação de segurança no município, sendo utilizada a mesma sala para o monitoramento.

Para a instalação das câmeras e colocação da fibra ótica, a Prefeitura precisou fazer um convênio de compartilhamento de infraestrutura de postes com a RGE, articulado pela Secretaria Municipal de Administração. O projeto foi aprovado no Ministério da Justiça em 2017, com valor total de R$365.632,71. O recurso é proveniente de emenda parlamentar e teve parte de sua liberação em maio de 2019 e o restante no dia 26 de agosto, o que possibilita o início da execução que ocorrerá nas próximas semanas.

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *