Incra/RS e Fetag sinalizam novas parcerias

O superintendente regional do Incra no Rio Grande do Sul, Tarso Teixeira, participou nesta sexta-feira na sede da Fetag em Porto Alegre, da cerimônia de conclusão de uma turma do curso de Capacitação em Cadastro Rural. Junto com o presidente da Fetag/RS, Carlos Joel da Silva, e da Tesoureira-Geral da entidade, Elisete Kronbauer Hintz, Teixeira entregou certificados a representantes de 17 sindicatos de trabalhadores rurais que cumpriram um total de 40 horas de aula em treinamento para atuarem em Unidades Municipais de Cadastramento (UMCs) – realizando consultas, processamento de dados e emissão do Certificado de Cadastro de Imóvel Rural – CCIR .

Esta é a 19ª turma capacitada pela Fetag desde 2003. “É a primeira vez que um superintendente do Incra participa da formatura”, salientou Hintz, uma das responsáveis pelo curso. Nesta edição, foram três etapas de aulas ministradas em Ijuí e em Porto Alegre.

“Quem mais ganha é o agricultor, que vai ter um atendimento de excelência lá na ponta”, disse o presidente da Fetag. Agricultores de 22 municípios serão beneficiados pelos técnicos capacitados nesta turma – ao todo, 180 sindicatos filiados à Fetag atuam como UMCs.

Aproximação – A ocasião também serviu para os dirigentes do Incra/RS e da Fetag/RS articularem novas parcerias, desta vez direcionadas à emissão de Títulos de Domínio (TDs) de lotes da reforma agrária. “A titulação é uma diretriz nacional, para a qual devemos dirigir nosso máximo esforço. Vamos precisar de parcerias”, explicou Teixeira, retomando tema que foi tratado no encontro de nivelamento de gestores do Incra, durante a semana passada, em Brasília.

A ideia inicial é que a Fetag possa articular junto aos sindicatos ações que favoreçam o processo de titulação de assentamentos da reforma agrária, para o qual  vários documentos e levantamentos são necessários. Sindicatos de Tupanciretã, Cruz Alta e São Luiz Gonzaga devem ser pilotos na experiência – ao todo, a entidade congrega 319 sindicatos de trabalhadores rurais no Rio Grande do Sul.

Comente este artigo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *